Archive

Archive for the ‘Férias’ Category

2012: Um ano de conquistas e mudanças para o PublishNews

21 de dezembro de 2012 2 comentários

O ano de 2012 começou sem Kindle, Kobo Touch, Google Play e iBooks, e acabou com Amazon, Kobo, Google e Apple vendendo e-books para brasileiros. O ano de 2012 começou com um livro de não-ficção e caráter político – Privataria Tucana – em primeiro lugar na lista de mais vendidos  e termina com a trilogia erótica de Mr. Gray bombando em primeiro lugar, seguida de perto da autobiografia de Edir Macedo. E no PublishNews, o ano começou com um gerente de chapéu e uma editora meio italiana, e acabou com uma editora meio inglesa e com o chapéu indo parar em Frankfurt, mas não foi só isso!

Em retrospectiva, 2012 foi com certeza o melhor e mais agitado ano do PublishNews. Fomos media sponsors do Digital Book World e dos Tools of Change (TOC) de Nova Iorque, Buenos Aires e Frankfurt. Também apoiamos o Publishers Launch de Frankfurt. Marcamos presença nas Feiras de Buenos Aires, Londres, Abu Dhabi, Frankfurt e Guadalajara. Internacionalmente, consolidamos nossa newsletter em inglês, a PublishNews Brazil, e passamos a colaborar mais com nossos parceiros da Publishing Perspectives e outros veículos internacionais, como o buchreport. Promovemos o CEO Panel em Frankfurt, um dos eventos mais importantes da Feira, e ainda viramos papel na Alemanha! Isto mesmo, o PublishNews publicou duas edições da Reading Brazil,  suplementos em papel e em inglês no Show Daily, o diário da Feira de Frankfurt. E com isso levamos o mundo a conhecer um pouco mais do Brasil.

Ah! E um belo dia o boa-praça do Andre Argolo, videorepórter de primeira, nos telefona e diz: “Vamos fazer a PublishNews TV?” E, sem pestanejar, ela nasceu, já entrevistando gente como Ziraldo, Mia Couto e Drauzio Varella. Valeu, André! Sem você, a PublishNews TV não existiria por que a gente mal sabe ligar e desligar um televisor.

Em 2012 começamos a investir em cursos e trouxemos o curso Publisher: o livro como negócio para São Paulo em parceria com a Art A2 e a Câmara Brasileira do Livro. A primeira turma terá a primeira aula no dia 8 de janeiro! Nosso twitter ultrapassou 10 mil seguidores e chega perto do nosso número de assinantes da newsletter! Além disso, a visitação no site PublishNews bombou e já tem média de 2.500 visitantes por dia!

Mas o ano que se encerra foi também um ano de mudanças, talvez tão radicais quanto a chegada dos e-books para o mercado editorial. Para começar perdemos nosso chapéu Panamá. O querido Ricardo Costa nos deixou para trilhar outros caminhos que acabaram levando à Feira de Frankfurt, onde ele pendurou o chapéu recentemente. A Cassia Carrenho, que já nos ajudava em tempo parcial, assumiu a posição, mas não o chapéu, do Ricardo com maestria (quer anunciar, fale com ela!). É importante esclarecer que a Cassia não é minha esposa, minha filha, nem minha dopperganger feminina, como o mercado já quis crer. Ela é minha irmã.

No lado editorial, perdemos a italianíssima editora Roberta Campassi, mas ganhamos a meio-inglesa Iona Teixeira Stevens. Iona é uma daquelas pessoas que consegue ser responsável, séria e comprometida ao mesmo tempo em que é bem-humorada, divertida e uma ótima companhia.

Mas chega de mudanças. A Luciana Melo, eternamente fiel, continuou nos ajudando como assistente de redação. Sem ela, o PublishNews não existiria. E, desde maio, eu estou focado no PublishNews, sem nenhuma posição executiva em outra empresa, apenas me dedicando a eventuais consultorias. Com isso, passei a literalmente morar na Urca, no Rio, e a trabalhar na Vila Madalena, em São Paulo, e a ponte aérea se entranhou na minha vida a ponto de eu ficar amigo do barista da sala VIP da Amex.

Outra novidade da equipe do PublishNews foi a chegada em novembro do Matheus Perez para cuidar da lista de mais vendidos e atuar como business developer em projetos não relacionados à redação. O Matheus vem resistindo bem.

E quero aqui deixar um SUPER OBRIGADO a toda equipe, incluindo nosso freelas Marla Cardoso, em Salvador, e Marcelo Barbão, em Buenos Aires. O PublishNews pode ter começado como uma banda de um homem só, mas hoje é um trabalho de equipe. Cassia, Luciana, Iona, Matheus, André, Marla e Marcelo, o PublishNews só existe graças a vocês.

Ufa! Que ano corrido, só de relatar cansa. Para nossa newsletter, 2012 se encerra hoje. Voltamos no dia 3 de janeiro para o 12º ano de nossa existência. E por falar nisso, já decidimos que tem de rolar outra festa na FLIP, no estilo da nossa festa de 10 anos. Faltam alguns detalhes como local e patrocínio de cerveja, mas se sobrevivemos ao lançamento simultâneo da Amazon, Google e Kobo, vamos tirar isto de letra.

Antes de desejar um Feliz Natal e próspero Ano Novo, quero ainda agradecer aos nossos anunciantes, cujo apoio e confiança é fundamental para nossa existência, e também aos nossos colunistas, que trazem um lado mais humano e mais próximo ao leitor no nosso site e newsletter. Muito obrigado!

E, finalmente, Feliz Natal e um Próspero Ano Novo!

Até 3 de janeiro!

[Ah! A lista de mais vendidos será atualizada entre o Natal e Ano Novo, com o fechamento de nossa lista consolidada anual. Não perca!]

Como fui parar na casa do Saramago

1 de abril de 2011 7 comentários

Procurando a casa do Saramago...

Ser a primeira brasileira a visitar a casa de um autor estrangeiro morto recentemente e aberta há menos de 10 dias para visitação é coisa para quem é fã número 1 do cara, certo? Ainda mais se essa casa estiver numa ilha espanhola do Atlântico mais perto da África do que da própria Espanha. Gosto muito de Saramago, mas ele nunca foi meu escritor preferido. Conto então como é que eu fui parar em Lanzarote na última quarta-feira, dia 30 de março.

Estou de férias na Europa. Se eu escrevesse sobre economia ou coisa parecida, talvez estivesse completamente desligada do trabalho. Mas com literatura a coisa é diferente. Por onde você passa tem uma foto que poderia entrar na galeria do site, ou uma biblioteca para visitar que renderia uma matéria. De repente você descobre um bar que tem uma biblioteca. Vai passar batido?

Pois bem. Na terça-feira eu estava na praia de Corralejo, em Fuerteventura, nas Ilhas Canárias, tomando uma cervejinha, lendo Alberto Manguel, descansando… Sabia que Lanzarote estava ali do outro lado do mar, que Saramago tinha escolhido aquele lugar para viver e que a casa tinha se transformado recentemente em um museu. Só não sabia que era tão fácil chegar lá. Saí então da praia e fui atrás de barco, pesquisei o endereço, fiz umas contas e escrevi uma mensagem quase telegráfica para o Carlo. “Estou nas Ilhas Canárias. Se eu atravessar o mar chego a Lanzarote e visito a casa do Saramago. Ninguém vai despencar do Brasil para escrever sobre isso. Quer matéria?”. Ele quis e eu fui no dia seguinte.

Lanzarote, Ilhas Canárias

Chegando lá foi mais barato alugar um carro do que pegar um taxi (fica a dica para quem um dia se animar). Andei, andei, subi vulcão, desci vulcão, passei por povoados (todos com suas casas super brancas) e finalmente cheguei a Tías, onde Saramago e Pilar construíram uma casa e anos depois uma outra só para os livros do casal. Que lugar! A visita guiada pela simpática Pepa Sanchez pela casa por onde um dia já passaram Ernesto Sábato, Eduardo Galeano, Bernardo Bertolucci, Maria Kodama, Sebastião Salgado e tantos outros tem duração de uma hora. A guia, que foi também secretária de Saramago e ajudava Pilar com algumas traduções, conta, em detalhes, a rotina do escritor e a história de cada um dos quadros, das estátuas, das árvores.

Camões, o preferido de Saramago, passeando pela varanda

A casa parace parada no tempo. Está da mesma forma que estava no dia em que Saramago morreu: na escrivaninha, o crucifixo; na sala, a caixinha dos óculos e o gravador; na cozinha, a mesma geléia de laranja que ele comia. Saramago não está mais ali, Pilar estava no México, mas Camões e Boli, os cachorros do escritor, ficam felizes da vida com as visitas cada vez mais frequentes. Eu fui a de número 84 e, pelo que me disseram, a primeira visitante do Brasil.

Mais detalhes sobre a casa? Leia na semana que vem no PublishNews!

%d blogueiros gostam disto: