Arquivo

Archive for janeiro \19\UTC 2011

Melhor ir devagar… Será?

19 de janeiro de 2011 6 comentários

Hoje foi um dia de conversas muito boas. O ano de 2011 se apresenta muito promissor. Estamos animados. Muito!

Bem, uma das minhas conversas foi sobre o mercado editorial em geral. Como foi o ano que passou, das novidades que veem por aí. É claro que o eBook logo entrou no papo.

“Nós estamos preparados pra entrar, mas vamos devagar. Não acho que é tudo isso que estão falando. Ainda vai demorar. Tá todo mundo empolgado demais.”

Esse foi o meu amigo dando a sua opinião sobre o tema. Queria dar a minha agora.

“Cuidado. Quando resolver acelerar pode ser meio tarde.”

Preciso concordar que as coisas andam meio lentas em terras tupiniquins, mas do meu ponto de vista, com todo respeito à opinião do meu amigo, a maior razão para as coisas não estarem indo tão rápido quanto poderiam é a falta de conteúdo. Já tentou comprar um e-book em uma das e-bookstores brasileiras? Alguns poucos milhares de títulos e nenhum best-seller. Livros técnicos – os de direito são campeões –, de domínio público, pouco conhecidos…

Esses dias ouvi de um editor, que iniciou sua editora há menos de um ano, que ele não assina nenhum contrato – nacional ou internacional – que não contemple os direitos digitais. Mas demorou alguns meses para colocá-los nas e-bookstores. E aqui surge outro enrosco: a negociação com o e-ponto de venda.

Acredito, porém, que o grande funil do mercado do e-book no Brasil realmente seja o conteúdo. Nem mesmo a tão falada falta de “aparelhinhos” é tão culpada quanto a falta de conteúdo. E esse é um problema que os editores podem resolver sozinhos, sem os fabricantes de aparelhinhos ou e-livreiros (não que eles não sejam importantes!).

“Tá esperando o quê?”

Categorias:Sem categoria

Um abraço no Rio de Janeiro

14 de janeiro de 2011 Deixe um comentário

Eu ia escrever sobre “DRM, um mal necessário?”, mas ao ouvir o rádio e assistir pela TV o que acontece no Rio de Janeiro, não pude manter o tema. Impossível não lembrar dos nossos queridos colegas da mais antiga editora do Brasil, a Editora Vozes, que ficam em Petrópolis. Mesmo tendo sido a cidade menos afetada, está na região.

E certamente não são os únicos. Há outras editoras, há os familiares dos nossos colegas e amigos. Há tanta gente… Lembro que uma grande parte do mercado editorial brasileiro está na cidade do Rio de Janeiro e é bem provável que quase todos tenham conexões de amizade e/ou parentesco nas regiões afetadas por tamanha tragédia.

Não dá pra ficar listando aqui as pessoas que podem estar com aquela dor forte da perda apertando os seus corações e almas, mas consigo estender aqui um ombro amigo e um abraço de consolo e força a todos os nossos colegas do mundo das letras que hoje precisam de um apoio.

Não tenho como estar aí ao seu lado, mas posso dedicar a cada um a minha humilde oração por consolo e força.

É muito triste ver a ação pífia do governo num momento como este. Felizmente temos uns aos outros para apoiar. É uma vergonha como os políticos deste país são capazes apenas de jogar a culpa para outro lado: ou foi a natureza (porque culpar Deus causaria muita perda de votos) ou foi o político que o antecedeu quem não fez o que era preciso!

Bem, isso não é um texto político. É um abraço meu aos amigos das letras que nestes dias de tanta tragédia e dor carregam esse peso sozinhos, longe da gente. Recebam o meu carinho.

14 de janeiro de 2011, dia de muita tristeza. Dia de sermos solidários e amigos de verdade.

Abraços.

Categorias:Sem categoria

O poder do amor na lista de mais vendidos: uma análise estatística

8 de janeiro de 2011 1 comentário

O fato do PublishNews publicar os números apurados em sua lista de mais vendidos permite vários exercícios estatísticos com os dados. Agora que publicamos nossa lista anual de 2010 com os 20 livros mais vendidos de cada categoria nas 16 semanas entre 16/9 e 31/12/2010, fica ainda mais interessante jogarmos com os números consolidados, e aqui estão algumas brincadeiras. A primeira coisa que tentei medir foi o peso de cada categoria na lista de mais vendidos e, consequentemente, nas vendas das livrarias. Claro que como os dados referem-se apenas aos best-sellers, não se pode extrapolar os resultados para as vendas gerais de livrarias. Ainda assim, é interessante ver como as categorias se comparam, ainda que limitadas às vendas dos 20 mais vendidos. Outra ressalva é que as categorias de negócios e infanto-juvenil não são reportadas por todas as 12 livrarias consultadas de forma consolidada. Portanto, é bastante possível que os números destas categorias estão subavaliados ao serem comparados às categorias de ficção, não-ficção e autoajuda. Mas vamos aos números. Aqui está o total apurado nas 16 semanas de cada categoria:

  • Ficção: 409.230
  • Não-ficção: 443.218
  • Infanto-juvenil: 242.236
  • Autoajuda: 499.321
  • Negócios: 98.085

E aqui está o gráfico:



Exemplares vendidos apurados pelo PublishNews (de 17/9 a<br /> 31/12/2010)

 

É interessante ver como ficção e não-ficção se equilibram, autoajuda é a maior categoria e negócios e infanto-juvenil – guardadas as observações feitas acima – ficam atrás. Não podemos esquecer, no entanto, que o período de 16 semanas apurado foi marcado por um fenômeno: a publicação de Ágape (Globo Livros), do padre Marcelo Rossi. Lançado em agosto, na Bienal do Livro de São Paulo, o livro havia vendido 1,5 milhão de cópias no último dia 16 de dezembro segundo o faturamendo da editora, ou seja, em vendas da Globo Livros para o varejo. Como em dezembro já haviam sido impressos mais de 2 milhões de exemplares, esta marca de vendas já deve estar próxima de ser alcançada. Em

nossa apuração, o mega-seller do amor alcançou 337.520 exemplares vendidos nas 12 redes de livrarias que apuramos. Acredito que Ágape talvez seja o best-seller de venda mais rápida da história editorial brasileira e isto faz dele um outlier estatístico por natureza. Por isso, resolvi refazer o gráfico, separando os exemplares vendidos de
Ágape dos demais livros de autoajuda:

 

Exemplares vendidos apurados pelo PublishNews (de 17/9 a<br /> 31/12/2010)

 

Agora o poder do amor está mais do que visível. Ágape equivale ao total das categorias de negócios e infanto-juvenil somadas e a 2 vezes o total de exemplares vendidos dos outros livros de autoajuda entre os top 20. Outro dado impressionante? Ágape vendeu mais do que a soma dos 4 best-sellers das demais categorias nas 16 semanas apuradas de 2010. Confira no gráfico abaixo:

 

Vendas dos best-sellers de cada categoria

 

Enfim, é o poder do amor, não é mesmo?

Categorias:Mais vendidos

O efeito Jingle Bells na livraria

6 de janeiro de 2011 Deixe um comentário

Ao consolidar as últimas listas de mais vendidos do PublishNews, não pude deixar de observar o grande crescimento das vendas em Dezembro. Na verdade, costumo sempre somar a quantidade total apurada dos 100 títulos que compõem cada lista, mas como o número de redes apuradas vinha crescendo, não era possível comparar os números.

Desde o fim do novembro, no entanto, estamos com as mesmas 12 redes de livrarias, permitindo uma análise muito interessante do crescimento das vendas. Antes, uma observação. Só existem duas coisas que podem aumentar nosso número apurado: (1) Crescimento geral das vendas e (2) Aumento das vendas de best-sellers em comparação com as vendas do catálogo. No mês de dezembro, acredito ser natural um aumento maior das vendas de best-sellers do que do catálogo, pois é mais provável que livros mais recentes e mais vendidos virem presentes. Mas também não tenho dúvidas de que as vendas em geral também crescem. Com os dados que temos em mão não é possível quantificar os efeitos de cada um destes fenômenos, mas, ainda assim, o gráfico e estatísticas abaixo podem ser bastante úteis. No mínimo mostram o crescimento das vendas de best-sellers:

Vendas em dezembro

Efeito Jingle Bells: vendas referentes à quantidade apurada de exemplares vendidos dos livros da lista de mais vendidos do PublishNews

Os valores exatos apurados foram:

Semana de 29/11 a 5/12:  130.805
Semana de 6/12 a 12/12:  166.508
Semana de 13/12 a 19/12:  227.570
Semana de 20/12 a 26/12: 254.096
Semana de 27/12 a 2/1:  104.537

PublishNewsBrazil já tem anúncio

6 de janeiro de 2011 Deixe um comentário

No fim de 2010, na calada das festas natalinas, o PublishNews fechou um acordo com a Publishing Perspectives, newsletter diária produzida pela Feira de Frankfurt, para a criação de uma newsletter quinzenal em inglês. A primeira edição do PublishNewsBrazil deve sair no final de janeiro ou início de fevereiro, mas já temos até um anúncio impresso que veiculará durante a Digital Book World, evento novaiorquino do qual o PublishNews é midia sponsor. Veja o anúncio abaixo:

%d blogueiros gostam disto: