Início > Mais vendidos > O poder do amor na lista de mais vendidos: uma análise estatística

O poder do amor na lista de mais vendidos: uma análise estatística

O fato do PublishNews publicar os números apurados em sua lista de mais vendidos permite vários exercícios estatísticos com os dados. Agora que publicamos nossa lista anual de 2010 com os 20 livros mais vendidos de cada categoria nas 16 semanas entre 16/9 e 31/12/2010, fica ainda mais interessante jogarmos com os números consolidados, e aqui estão algumas brincadeiras. A primeira coisa que tentei medir foi o peso de cada categoria na lista de mais vendidos e, consequentemente, nas vendas das livrarias. Claro que como os dados referem-se apenas aos best-sellers, não se pode extrapolar os resultados para as vendas gerais de livrarias. Ainda assim, é interessante ver como as categorias se comparam, ainda que limitadas às vendas dos 20 mais vendidos. Outra ressalva é que as categorias de negócios e infanto-juvenil não são reportadas por todas as 12 livrarias consultadas de forma consolidada. Portanto, é bastante possível que os números destas categorias estão subavaliados ao serem comparados às categorias de ficção, não-ficção e autoajuda. Mas vamos aos números. Aqui está o total apurado nas 16 semanas de cada categoria:

  • Ficção: 409.230
  • Não-ficção: 443.218
  • Infanto-juvenil: 242.236
  • Autoajuda: 499.321
  • Negócios: 98.085

E aqui está o gráfico:



Exemplares vendidos apurados pelo PublishNews (de 17/9 a<br /> 31/12/2010)

 

É interessante ver como ficção e não-ficção se equilibram, autoajuda é a maior categoria e negócios e infanto-juvenil – guardadas as observações feitas acima – ficam atrás. Não podemos esquecer, no entanto, que o período de 16 semanas apurado foi marcado por um fenômeno: a publicação de Ágape (Globo Livros), do padre Marcelo Rossi. Lançado em agosto, na Bienal do Livro de São Paulo, o livro havia vendido 1,5 milhão de cópias no último dia 16 de dezembro segundo o faturamendo da editora, ou seja, em vendas da Globo Livros para o varejo. Como em dezembro já haviam sido impressos mais de 2 milhões de exemplares, esta marca de vendas já deve estar próxima de ser alcançada. Em

nossa apuração, o mega-seller do amor alcançou 337.520 exemplares vendidos nas 12 redes de livrarias que apuramos. Acredito que Ágape talvez seja o best-seller de venda mais rápida da história editorial brasileira e isto faz dele um outlier estatístico por natureza. Por isso, resolvi refazer o gráfico, separando os exemplares vendidos de
Ágape dos demais livros de autoajuda:

 

Exemplares vendidos apurados pelo PublishNews (de 17/9 a<br /> 31/12/2010)

 

Agora o poder do amor está mais do que visível. Ágape equivale ao total das categorias de negócios e infanto-juvenil somadas e a 2 vezes o total de exemplares vendidos dos outros livros de autoajuda entre os top 20. Outro dado impressionante? Ágape vendeu mais do que a soma dos 4 best-sellers das demais categorias nas 16 semanas apuradas de 2010. Confira no gráfico abaixo:

 

Vendas dos best-sellers de cada categoria

 

Enfim, é o poder do amor, não é mesmo?

Anúncios
Categorias:Mais vendidos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: